Um ritmo musical pode ser definido interpretado escultado e tocado de varias formas mas só o Rock 'n' Roll é uma expressão da alma um som tão intenso que chega a assustar e nada nem ninguem jamais vai explicar!!! Aqui serei seu mestre de cerimonia e mostrarei as novas bandas do cenário rock da atualidade sintão-se a vontade para criticar opinar sugerir e colaborar com o blog pois O Rock'N'Roll nunca vai morrer...

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Rock Alternativo com levada dos anos 80: The Killers

The Killers é uma Banda estadunidense de rock alternativo, formada em 2002 na cidade de Las Vegas. Seu primeiro álbum,Hot Fuss, foi lançado em 15 de junho de 2004,obtendo ótimas críticas e grande reconhecimento junto ao público,em grande parte devido ao sucessos "Somebody told me","Mr Brightside", e à sonoridade dançante dos anos 80,oriunda dos sons sintéticos das canções. O segundo álbum do grupo, Sam's Town, Foi lançado em 3 de outubro de 2006 e marcou uma considerável mudança no estilo da banda, tanto em relação à música, que apresentou influências mais roqueiras, como Bruce Springsteen, quanto ao estilo de se vestir, que tornou-se mais "agressivo", mais compatível com a sonoridade extremamente americana que caracteriza Sam's Town.
Os atuais integrantes do The Killers tiveram diversas ocupações antes de formarem a banda. Brandon Flowers, com seus estudos recém-concluídos, trabalhou por um tempo no Gold Coast Hotel and Casino, em Las Vegas, como porteiro, Dave Keuning trabalhava em uma loja de roupas chamada Banana Republic, Mark Stoermer entregava equipamentos médicos e estudava Filosofia na universidade de Nevada e Ronnie Vannucci estudava percussão clássica nesta mesma universidade,enquanto trabalha de fotógrafo de casamentos.

O sussesos dos dois albúns parece ter subido à cabeça dos membros da banda( especialmente na de Brandon Flowers) já que desde que conquistaram o disco de platina eles passaram a criticar uma série de artistas e bandas, dentre elas Panic! at the Disco, Fall out Boys( Que chegou a tocar o susseso "Mr Brightside" em um dos seus shows) Brandon chegou a afirmar que "essas bandas pegaram carona no nosso susseso e deveriam agradecer por existimos" tempos depois pediu desculpa dizendo que era um pouco ciumento e intrometido.Porém as críticas também se estenderam a bandas mais conceituadas como Gren Day acusando-os de seren anti-americanos por conta do albúm "America Idiot" e o vocalista da banda Radiohead , Thom Yorke referindo-se ao fato da mudança da forma de compor as musicas do Radiohead.





Integrantes:


Brandon Flowers (Vocal e sintetizador)

Dave Keuning (Guitarra)

Mark Stoermer(Baixo)

Ronnie Vannucci (Bateria)







Opinião:

Uma banda já consagrada no cenário rock mundial, com um vocal potente e inpolgante, um dos melhores dessa nova leva de bandas,sonoridade extremamente influenciada pelos anos 80, um som que traz uma pegada retrô mas com uma roupagem fantástica esse é o The Killers , Umas das bandas atual que mais me agrada lembra muito o estilo do The Strokes oque é extremamente benéfico mas tem uma cara mesmo de banda de Las Vegas com roupas diferentes e jeito de tocar com muita personalidade não digo que é uma promessa porque já é uma realidade vale muito a pena curtir o som dos caras.


Influências:

New Order,Smiths,Morissey,U2 e Oasis,Duran Duran,The Cure,Depeche Mode entre outras.

Vale a Pena Escultar:

Mr. Brightside,Somebody told Me,Humans,Spaceman.


Curiosidades:

Em algumas entrevistas, os membros da banda revelaram que as músicas "Leave The Bourbon on The Shelf","Midnight Show" e "Jenny Was a Friend of Mine" formam a chamada "Trilogia da Morte". As letras dessas músicas falam da morte de uma garota chamada Jennifer que é estrangulada pelo namorado ciumento. Há quem acredite que "Mr Brightside" é o epílogo dessa história. O grupo revelou que pretendia fazer um muiscal de 25 minutos sobre essa trilogia baseado no videoclipe de "Thriller" de Michael Jackson, Mas ao que tudo indica o projeto foi abandonado.



Contatos:

http://www.thekillersmusic.com/

www.myspace.com/thekillers









The Killers - Mr Brigthside


video

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Rock pop do bom: Stevens


A banda ganhou o nome logo nos primeiros encontros. Ricco era amigo de escola do irmão de Adam. Quando os dois se conheceram, notaram que tinham muito em comum, principalmente na música. Ricco então deu o toque que seu irmão caçula tocava bateria e que tinha, também, um amigo baixista. Depois do primeiro encontro entre os quatro, a banda não parou mais.O nome "Stevens" foi sugestão de Ricco e todos gostaram. Não havia, mesmo, nenhuma grande pretensão. “Toda banda precisa de um nome e esse soa bem e é legal de escrever“. Além disso, acabou sendo uma forma da banda homenagear Steve Morse, Cat Stevens, Steve Vai e outros “Steves” importantes para a história da música e nunca lembrados em um nome de banda antes. Na edição de 2007 do FICO, o festival estudantil de bandas mais importante do país, o Stevens participou com a música “O Que Você Sempre Quis” e foi eleita a banda vencedora, levando ainda o título de melhor canção inédita e o prêmio de revelação do festival. Foi neste evento que Wander Taffo descobriu o Stevens e a partir daí começou a produzir a banda. As sessões de gravação foram fantásticas e inesquecíveis para todos. Banda, produtor e técnicos entraram no clima e o resultado foi surpreendente. Colocar o último solo de guitarra gravado pelo inesquecível Wander Taffo em uma das canções emocionou geral. Os quatro “Stevens” se internaram no estúdio, ensaiaram sem parar e deram vida às canções, algumas criadas durante as gravações.Em 2009 Adam, Ricco, Keko e Luca lançarão o seu primeiro CD como "Stevens" produzido por André Jung, ex-baterista do Ira, nascendo um álbum que traz 12 músicas compostas pela banda no último ano. O primeiro grande show da banda foi em São Paulo, no final de 2008, ao lado de Marcelo D2.A música “Parecia Estar” já está na programação das principais rádios do Brasil. O clipe está chegando nas TVs. O CD, que leva apenas o nome da banda no título, estará nas lojas em breve.Tanta história em tão pouco tempo. E ainda há tudo por vir.


Integrantes:

Adam (guitarra e voz)
Ricco (guitarra e voz)
Keko (baixo)
Luca (bateria)







Opinião :


Uma banda que chega no cenário rock sem muita pretensão e conquista os fãs com musicas viciante,Esse é o Stevens.Para os mais crítcos a banda pode não empolgar mais eu sinceramente gostei do som as letras das musicas geralmente falam de acontecimentos da adolescência que torna interessante principalmente para os mais jovens.Com o tempo os garotos serão mais maduros e eu tenho certeza que a sonoridade vai melhorar muito,pois eles tem muito potencial e o vocal do Adam é muito gostoso de ouvir é leve e ao mesmo tempo com personalidade sinto uma pegada estilo MCfly no som dos caras mas também ouvindo as canções não tem como notar a bateria que faz tipo uma baladinha que lembra vagamente os Beatles.Contudo Stevens é uma daquelas banda que ao longo do tempo se torna uma das grandes brasileiras vamos dar tempo e torce pelos caras.


Influências:

The Beatles,Queen,The Who,U2,Oasis,Marron 5,The Killers,John Mayer,Jet,Jota Quest e Skank


Vale a Pena Escultar:

Oque você sempre quis,Parecia estar,Com você,Zero a Cem,Você vai me amar.

Curiosidades:

Wander Taffo um dos principais guitarristas do Brasil foi quem descobriu a banda.Taffo estava produzindo o Stevens e havia gravado o solo da música “O Que Você Sempre Quis”. O seu súbito falecimento em decorrência de parada cardiorrespiratória foi uma dura pancada na vida da banda, que aprendia, admirava e curtia a amizade de um dos grandes mestres da guitarra mundial. O solo gravado por Taffo foi preservado e está na canção que ajudou a banda a chegar até a gravação deste primeiro CD.


Contatos:

Site oficial http://www.myspace.com/stevens
http://twitter.com/BandaStevens

Stevens - Parecia estar clipe oficial

video

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Rock Screamo melodia e gritos no ponto certo:Glória

Glória é uma banda brasileira de screamo formada em 2002.Desde o começo sempre fez parte dos grandes shows e festivais independentes de SP, cena que dentro do underground sempre foi muito respeitada e que a banda soube aproveitar muito bem, fazendo com que ficasse conhecida logo no seu 1º ano de existência.
Com 2 cds lançados por selos independentes a banda acumula fãs fiéis pelo país inteiro, chamando atenção em suas apresentações sempre com energia de sobra.
Formada por Mi (Voz) Elliot (Guitarra/voz) Peres (Guitarra) João (Baixo) e Fil (Bateria), a banda mistura o peso do Metal com um toque melódico, fazendo com que essa mistura seja o diferencial da banda. Estilo que não é muito conhecido no Brasil mas que o Gloria representa com muito mérito e fez com que o faro do produtor musical Rick Bonadio ( Nxzero, Fresno, Cpm 22 etc) fosse estimulado, abrindo a oportunidade pra integrar a banda no cast da Arsenal/ Universal Music em 2008.
Desde 2006, o Gloria é considerado a maior banda underground do Brasil, fazendo shows praticamente pelo país todo, tais como Curitiba, Londrina, Balneário Camboriú, Jaraguá do Sul, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Aracajú, Salvador,Recife, Minas Gerais, Campo Grande, Juiz de Fora, Brasília, etc todos de forma independente. No mesmo ano a banda é eleita pelo site Zonapunk, a melhor banda nacional independente. Em 2007 é indicada ao prêmio Toddy e em 2008 a banda fatura 2 prêmios novamente no site Zonapunk, de melhor show e melhor comunidade no Orkut. prêmios recebidos no Hangar 110, famosa casa underground de SP.
Os anos de 2007 e 2008 com certeza foram os melhores pra banda até o momento. Pois conquistaram um espaço que antes poderia se dizer que era imposivel pra uma banda com o tipo de som que o Gloria faz.
A banda soma mais de 1 milhão de downloads no site Tramavirtual onde já chegou a ter 7 musicas no top 10 do mesmo. Por mais de 1 ano. Merecendo uma matéria no site onde o titulo usado foi “ Fenômeno independente”. E conquistando algo engraçado também , no dia que a nova musica de trabalho da banda ia ser disponibilizada no site, no horário combinado com os fãs pra acessarem o site, devido o numero de acessos o servidor caiu só voltando 3 horas depois. Aproveitando o embalo de quebrar recordes a banda se apresenta no Estúdio Show Livre ao vivo, onde bate o recorde de audiência do programa com mais de 30 mil pessoas conectadas.
Novembro de 2007 a banda grava o programa Tramavirtual que vai ao ar no canal Multishow, participando do quadro 12 horas. Onde é gravada 1 musica em 12 horas. Esse vídeo no Youtube é o vídeo mais visto da serie “12 horas”.
Foi a banda mais pedida no canal Nickelodeon em Fevereiro de 2008, onde se apresentou no mesmo mês no programa Nickers, batendo outro recorde, dessa vez o de inscrições pra platéia.


Integrantes:

Mi -Voz
Elliot - Guitarra/Voz
Peres - Guitarra
Johnny - Baixo
Fil - Bateria






OPinião:

Glória tem um estilo Screamo(suas principais características são as batidas rápidas, guitarras harmônicas e rápidas e por conter muitos gritos seguidos por vozes melodicas)pouco conhecido para maioria dos brasileiros porém é um estilo que faz muito sucesso principalmente nos EUA que foi onde surgiu. Bem,para quem não sabe os caras são umas das melhores bandas do cenário underground e agora tentam trazer essa mesma pegada para o publico em geral,o som da banda é muito próprio e se for para o estilo screamo fazer sucesso por aqui então eis a banda perfeita.Me agrada e muito essa junção de hardcore punk e do emocore acho que se eles manterem o mesmo som de sempre vão fazer muito sucesso espero sinseramente que consigão divulgar seu trabalho que é de muita qualidade.


Influências:

Hot Water Music, Jimmy Eat World, Thursday, Poison the Well, Promise Ring, At the drive in, Jets to Brazil, JawBreaker, Dashboard Confessionals, Further seems Forever, Refused.

Vale a Pena Escultar:
Minha Paz,Onde estiver,Tirar você de mim,Asas fracas.


Curiosidades:

Rick Bonadio está por trás dessa nova fase da banda O convite aconteceu após show onde o Gloria abriu para os gaúchos do Fresno, no Espaço das Américas, em São Paulo. Rick Bonadio teria ficado impressionado com a resposta do público, que cantou em coro músicas como “Verdades”, “Asas Fracas” e “Anemia”.


Contatos:








Glória - Minha Paz ao vivo.



video

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Do Punk ao Pop rock: Fake Number

A Fake Number surgiu como geralmente começam as grandes bandas: por diversão. Em Março de 2006, na pequena cidade de Lorena/SP, a vocalista Elektra, o guitarrista Pinguim e o baterista Tony decidiram se unir e formar uma nova banda. Pouco tempo depois, com a entrada do guitarrista Vermelho e do baixista Diablo, a formação se completa e assim surge oficialmente a Fake Number.
Não pensavam muito em fama e sucesso até que começaram a fazer alguns shows pequenos em Lorena, tocando covers de bandas que curtiam, inclusive de Paramore, quando a mesma ainda era desconhecida no Brasil. Não demorou para que gravassem a primeira música, “Fake!” (que recebeu depois o nome de “Não Quero o Seu Mal” no CD “Cinco Faces de Um Segredo”).
Sentindo a vibração do público nos shows, a vontade de crescer, de fazer um bom trabalho e mostrá-lo ao Brasil aumentou nos integrantes. Agora a Fake Number já não era mais apenas diversão e sim, um trabalho, um compromisso e um sonho a ser realizado. Sem perder tempo, a banda viaja até São Paulo e grava a música “Segredos Que Guardei” no consagrado Midas Stúdio, com a produção de Lampadinha. Sucesso na Internet, aproveitam e gravam o clipe logo em seguida, com a participação da Marimoon (VJ da MTV), que foi assistido quarenta mil vezes em apenas uma semana no site oficial da banda.
Ousando ainda mais, mudam-se para São Paulo, passam a morar todos juntos e a batalhar a todo vapor atrás de shows para mostrar seu trabalho ao público. Em Agosto de 2007 lançam o primeiro CD “Cinco Faces de Um Segredo”, gravado no GR Studio em São Paulo pelo selo Urubuz Records. O CD dá à banda novas oportunidades, novos shows e reconhecimento na cena independente nacional. A partir daí o sucesso só aumenta, São Paulo se torna pequena e os shows em outras cidades e estados surgem. Nesse meio tempo, Vermelho deixa a banda e Gabriel assume a outra guitarra.
Em maio de 2008 lançam seu novo clipe, “Aquela Música”, que estreou no programa “Domínio MTV” e no “MTV Overdrive”, o que deu à banda a oportunidade de ser vista pela primeira vez em rede nacional.
No último ano, 2008, a Fake Number passa a lotar a agenda em praticamente todos os finais de semana, dividindo o palco com grandes nomes da música nacional e internacional como: NxZero, Fresno, Cpm22, Forfun, Strike, Glória, Dead Fish, Hateen, New Found Glory, Millencolin, Mxpx, Rufio, Love Hate Hero, Emery e The Ataris. Também marcaram presença por duas vezes no “ABC PRO HC”, no Festival “No Capricho” e outros consagrados festivais da cena brasileira.
Conquistando fãs por onde passam, a Fake Number é certamente a nova
promessa mainstream brasileira. A energia nos shows, a interação com o público, o ritmo, as letras sinceras, o amor pelos fãs e o domínio que a vocalista Elektra assume no palco fazem a mistura do que hoje é a Fake Number.

Integrantes:

Elektra ( voz)
Pinguim (guitarra)
Gabriel (guitarra)
Diablo ( Baixo )
Tony (Bateria)




Ex-Integrante:


Vermelho (guitarra)

Opinião:

Eu queria muito postar sobre uma banda de vocal feminino,porém é difícil encontrar,mas para minha grata surpresa descobri a FakeNumber e foi "amor a primeira vista".Com um som Punk rock com levadas de metal e letras meio Pop (parecido com a Banda Paramore)Mas é só" parecido" pois eles tem um estilo diferente e próprio, a vocalista Elektra tem muita personalidade e presença de palco os caras(e a mina)tem muito a crescer e se destacar no cenário rock, não será surpresa para mim ver o som deles chegando as paradas de susseço.

Influências:

Beatles, Kiss, Queen, Dire Straits, AC/DC, Led Zeppelin, Rolling Stones entre outras.


Vale a Pena Escutar:


Platônico,Aquela Música,Segredos que guardei,A cada dia.


Curiosidades:


Quando é perguntado aos integrantes o porque do nome "Fake Number" eles mesmo dizem que o significado é um mistério e cada um acha e interpreta da forma que quiser palavra da Banda.



Contatos:






Fake Number - Aquela Musica (VIDEO CLIPE OFICIAL)

video

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Indie Rock carioca:Moptop


Moptop é uma banda carioca de indie rock.formada em 2003 que alcançou certo sucesso mainstream recentemente na cena indie brasileira. banda começou com o nome "DeLux" fazendo músicas em inglês e tocando em shows pequenos. Em 2004, a banda mudou o nome para "Moptop" em homenagem ao corte do cabelo dos Beatles e começou a tocar em shows e festas maiores.da para o grande público, como várias aparições na MTV e o sucesso O Rock Acabou tocando na rádio. Em Setembro é lançado o primeiro CD de estúdio, Moptop junto com o clipe de O Rock Acabou. No inicio do ano a Banda gravou o DVD MTV Ao Vivo 5 Bandas de Rock (2007) (com Fresno, NX Zero, Hateen e Forfun, foi gravado no Via Funchal dia 14/03/07.) O segundo videoclipe, Sempre Igual foi lançado em Agosto de 2007 após aparecer na trilha sonora de Malhação.
A banda agora trabalha na finalização de seu segundo álbum, "Como Se Comportar", previsto para ser lançado em 19 de Agosto de (2008). Em shows, já foram apresentadas duas faixas desse novo trabalho: a faixa-titulo "Como se comportar" e "Desapego". Deste trabalho, "Aonde Quer Chegar", a faixa escolhida para ser lançada como single e nova musica de trabalho do grupo, já pode ser ouvida nas principais rádios de rock do país.
Em 12 de Agosto disponibiliza o CD completo para apreciação em sua pagina no
Um ano depois, a banda lançou a demo Moonrock conseguiu bastante sucesso e participa de importantes festivais de música independente do país. Além do Claro Que é Rock, estiveram no Coca-Cola Vibezone (RJ), o Bananada (Goiânia), MADA (RN) e o Humaitá Pra Peixe(RJ).
Em 2006, com seu nome consagrado no Brasil inteiro e ter aberto para bandas como Oasis e The Bravery, a banda assina com a gravadora Universal e começa a aparecer mais ain MySpace, onde se percebe, à cada faixa, a nítida evolução musical da banda.


Integrantes:

Gabriel Marques - Guitarra e Vocal
Rodrigo Curi - Guitarra
Daniel Campos - Baixo
Mário Mamede - bateria




Opinião:

Uma Banda que evolui muito rápido,basta ouvir o primeiro cd dos caras e compare com os seguintes vai ver que fantástica subida de qualidade não que eles eram ruins no começo mais me parece que existe um preocupação muito grande dos integrantes em sempre melhorar e isso é o que toda banda deveria se preocupar,com uma levada Indie Rock e algumas leves arranhadas de guitarra ao longo das canções (que diga-se de passagem são muito originais com refrões fáceis que ficam na cabeça).Existe também uma semelhança muito boa com bandas como Franz Ferdinand e The Strokes,mas com o jeitinho do Rock brasileiro que tem muito a ganhar com Moptop.Na minha opinião a banda tem tudo para ser uma das melhores do Brasil pela sonoridade pelo vocal que é ótimo e pela vontade de sempre melhorar que eles demonstram e que é fundamental para o susseço.

Influências:


The Clash, The Cure, Ramones, Strokes, Beatles, The Killers, Los Hermanos e Franz Ferdinand entre outros.

Vale a pena escutar:
Aonde Quer Chegar?,O Rock Acabou,Uma Chance,Bom Par ,Sempre igual.


Curiosidades:
A curiosidade sobre o Moptop é o fato de eles serem apelidados como os "Strokes brasileiros", por causa de seu caráter mais indie e pela relativa semelhança com o som da banda americana. Sem entrar no mérito dessa questão, o fato é que o Moptop é uma das melhores bandas que surgiram nos últimos anos no Brasil.


Contatos:

Síte oficial
MySpace
Fotolog






Moptop-Aonde quer Chegar? no Altas Horas



video

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Ska com Rock do leste europeu eis que surge: Móveis Coloniais de Acaju

Móveis Coloniais de Acaju é uma banda brasileira de rock e ska com influências musicais do leste europeu e de música brasileira. Surgida em 1998 em Brasília, a banda possui um álbum lançado: Idem (2005). Em 2009 elaboraram o álbum virtual e gratuito C mpl te.
Nos primeiros anos, foram muitos e muitos shows por Brasília. Bailes de formatura, festas de centros acadêmicos, shows de reggae, rock, metal... tudo! Além de Brasília, a banda se aventurou por Goiânia e São Paulo. Mas, em 2003, quando foram a única atração local selecionada para figurar o palco principal do Brasília Music Festival (abrindo para Live, Ultraje a Rigor e Charlie Brown Jr), viram que a coisa tinha que se profissionalizar.
Depois de 2003, passaram a ter mais cuidado com equipe técnica, equipamentos e a qualidade dos shows. Perceberam também a necessidade em gravar um disco - até então, além de fitas e cds demo, tinham lançado somente um EP (homônimo, de 2001). Procuraram produtores e fecharam com Rafael Ramos (que havia recém lançado a Pitty).
O nome da banda é baseado em um evento histórico fictício: um suposto conflito unindo índios e portugueses contra os ingleses na Ilha do Bananal.Formada em 1998, a banda teve seu primeiro disco, Idem lançado em 2005, com tiragem inicial de 3 mil cópias. O álbum teve boa aceitação e atingiu a marca de duas mil cópias vendidas nos dez primeiros dias.
A incansável vontade de tocar e ampliar seus horizontes levou a banda para uma turnê de seis shows pela Europa - Bélgica, Suíça, Rep. Tcheca e Alemanha, em Agosto de 2008. Sem exceção, o Móveis foi ovacionado em todas as apresentações. Os novos ares ajudaram a banda a fechar o repertório do segundo disco, que seria gravado a partir de Outubro de 2008 - com o apoio da Trama, que forneceu todo o cuidado e a estrutura para sua gravação, mixagem e masterização.Em termos gastronômicos, o som de Móveis Coloniais de Acaju já foi denominado pelos próprios membros de "feijoada búlgara". É possível perceber o rock e ska com a influência de ritmos do leste europeu e música brasileira.

Integrantes:

André Gonzáles (voz)
BC (guitarra)
Beto Mejía (flauta transversal)
Eduardo Borém (gaita cromática, teclados e escaleta)
Esdras Nogueira (sax barítono)
Fabio Pedroza (baixo)
Paulo Rogério (sax tenor)
Gabriel Coaracy (bateria)
Xande Bursztyn (trombone)


Opinião:

Uma BigBand Literalmente com quase 10 músicos que tocam muito e uma pegada ska que por definição é uma mistura de ritmos.É muito interessante ouvir o som dos caras eles conseguem prender a atenção e a 1º sensação quando eles entram em cena é a de "puts será que sai rock desse monte de instrumentos juntos".Contudo a Banda é considerada por muitos uma das melhores independentes do pais e inovadora .Ouvi los é uma experiência muito agradável e concerteza vão fazer grande susseso no cenário rock.

Influências:

Pato Fu,Los Hermanos,Mombojo.

Vale a Pena Escutar:

O Tempo,Copacabana,Adeus,Seria o Rolex.

Curiosidades:

O Suposto episódio histórico que teria inspirado a criação do nome da banda não aconteceu.
Porém por muitos anos os fãs acreditaram nessa brincadeira feita por um dos ex-integrantes da banda Leonardo Burszty(Que hoje é doutorado em economia na Universidade de Harvard).A referência à “Revolta do Acaju” seria uma forma de afirmar a identidade nacional da banda. “Perseguimos o inusitado, algo que tivesse a ver com o Brasil e dialogasse com o mundo”, disse o vocalista da banda, André Gonzále.


Contatos:

Site oficial
Móveis Coloniais de Acaju no MySpace
Móveis Coloniais de Acaju no TramaVirtual
Móveis Coloniais de Acaju no Twitter


Móveis coloniais de Acaju no VMB 2009.


video

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

O velho e bom Folk Rock De volta:Vanguart


Vanguart é uma banda de folk rock formada no ano de 2002 em Cuiabá, Mato Grosso, pelo vocalista e violonista Helio Flanders.Originalmente, Vanguart (nome retirado de um vídeo sobre Andy Warhol) era um ato solo de Helio Flanders, logo após sair de um grupo de por Helio (vocal e violão) David Dafré (guitarra), Reginaldo Lincoln (baixo), Luiz Lazzaroto (teclado) e Douglas Godoy (bateria).

Em 2005, a banda começou a participar de festivais independentes, o que fez com que seu som chegasse à outras pessoas. Em 2006 foi lançado o single "Semáforo", que fez muito sucesso na cena independente do Brasil. Em dezembro de 2006, o grupo entrou em estúdio para gravar seu primeiro álbum, Vanguart. O álbum foi lançado em julho de 2007 na revista Outracoisa.

Eles estavam programados para tocarem no palco Novo Rock BR do Tim Festival de 2007, no Rio de Janeiro, junto com os grupos Montage e Del Rey, mas sua apresentaçã
glam rock. Em seu quarto, Helio tocava violão, teclado e cantava, mandando tudo para o computador. Antes de ir para a Bolívia, no ano de 2003, Helio gravou dois discos: Ready To... e The Noon Moon, que não chegaram a ser oficialmente lançados, foram apenas distribuídos para amigos próximos. Em entrevista à revista Outracoisa, em julho de 2007 Helio disse: "O 'The Noon Moon' tinha canções que a gente regravou num EP, é um disco que dá para entender o que é o Vanguart.

As músicas regravadas foram "Blood Talkin'" e "Rainy Day Song", incluídas no EP Before Vallegrand, lançado no ano de 2005 quando Vanguart já era uma banda, compo
sta o neste festival foi cancelada devido à questões de segurança. A chuva inundou o palco e molhou os equipamentos elétricos do show.

Em 31 de agosto de 2007, a banda foi ao ar na Rede Globo de Televisão, como convidados do programa Som Brasil (que realiza tributos à artistas consagrados da música brasileira) que, naquela data, homenageou o cantor Raul Seixas. O Vanguart tocou, dentre outras músicas, "Cowboy Fora da Lei" e "Rock das Aranha". Outros convidados deste programa foram o artista Lobão (dono da revista Outracoisa, responsável pelo lançamento do primeiro álbum do grupo), o grupo Móveis Coloniais de Acaju e a cantora Anna Luiza.

No começo de 2008, tornou-se uma banda do Levi's Music após ter sido classificada pela marca mãe, a Levi's, como uma banda unbutton.

Integrantes:

Hélio Flanders (Vocal,Violão e Gaita)

Reginaldo Lincoln (Baixo)

David Dafré (Guitarra)

Douglas Godoy (Bateria)

Luiz Lazzaroto (Teclado)

Opinião:

Finalmente uma banda brasileiro que traz de volta o bom estilo Folk rock de idolos como Bob Dylan,Mas ao mesmo tempo tem uma cara de musica brasileira devido as diversas misturas de ritmos daqui. Os caras conseguem trazer tambem aquele estilo desleixado e sedutor tipo Johnny Cash me surpreendi muito com a sonoridade da banda na minha humilde opinião no Brasil não há uma banda de Folk Rock tão boa como Vanguart.Vale lembrar que a banda tem musicas em seu repertório em Inglês e Espanhol que são tão agradáveis como as em português. Uma grande promessa que inovou o cenário musical vale muito a pena ouvir o som e duvido que alguém fique indiferente ouvindo a musica semáforo.

Influências:

Johnny Cash,Bob Dylan, The Beach Boys,The Velvet Underground,The Beatles e Neil Young.

Vale A Pena Escultar:

Semáforo,Cachaça,Para abrir os olhos,Antes que eu me esqueça,Hey yo Silver,Miss Universe.

Curiosidades:

Seu repertório inclui músicas em três idiomas:português,inglês e espanhol.Essa variação linguistica foi um dos principais impasses na hora de selecionar as musicas que fariam parte do seu primeiro álbum,Segundo Helio Flanders,"todo mundo queria um disco em português.


Contatos:

http://www.vanguart.com.br/ Site Oficial

MySpace

Last FM









Vanguart - Semáforo

video